sábado, 19 de dezembro de 2015

ESTRADA MALDITA

Nota 5,0 Com ambientação própria ao medo, longa peca ao revelar segredos cedo demais

Parece que a véspera de Natal está se tornando uma data macabra, ao menos para o cinema. Se antigamente a época era sinônimo de comédias leves para toda a família, nos últimos anos têm chamado a atenção a quantidade de produções que usam o festejo como pano de fundo para contar histórias de suspense e horror, sempre colocando suas vítimas diante de situações extremas que as forçam a acionar seus instintos de sobrevivência. Estrada Maldita segue bem essa linha. O roteiro de Joe Gangemi e Steven Katz, este responsável pelo texto do ótimo A Sombra do Vampiro, começa em uma sala de aula quando uma estudante (Emily Blunt) está trocando mensagens de celular com uma amiga a respeito da viagem que fará para passar o Natal com a família. Pela primeira vez ela iria fazer o trajeto de ônibus, mas um mural de recados da faculdade lhe chama a atenção e ela resolve aceitar a carona oferecida por um outro aluno (Ashton Holmes), uma prática comum nos EUA. Aparentemente o rapaz só estava fazendo uma gentileza, mas aos poucos a garota começa a desconfiar que ele não é um completo desconhecido e que sabe demais sobre sua vida, sendo a oferta da carona algo premeditado. O pé atrás aumenta quando o jovem decide pegar um atalho que os leva a uma rota alternativa em meio a uma densa floresta. Estaria ele tramando um sequestro ou estupro? O fato é que a viagem que deveria durar cerca de seis horas acaba entrando madrugada a dentro por conta de um acidente que atrapalha os reais planos do rapaz, tempo suficiente para a dupla tentar ajustar suas diferenças, mas fatores externos interrompem constantemente a conversa. Sem comida, com o celular fora de área, presos dentro do carro por conta de uma forte nevasca e tentando se proteger de um frio literalmente de matar, eles aguardam ansiosos por ajuda, mas as chances de alguém passar por aquele lugar isolado são mínimas. Será mesmo?

Não demora muito e eles percebem que não estão sozinhos em meio floresta escura e coberta por neve. Vultos, barulhos estranhos e até o contato ou visões de pessoas estranhas passam a assombrar a dupla. Seria a floresta amaldiçoada? Que criaturas estranhas a habitam? Haveria algum assassino serial aterrorizando o local? Ou tudo não passaria de alucinação por conta da situação propícia ao medo? O roteiro começa a brincar com essas possibilidades, mas peca ao revelar cedo demais as intenções do motorista. Um detalhe interessante e que passa despercebido é que os personagens não ganham nomes afinal de contas as intenções do diretor Gregory Jacobs não é se aprofundar em perfis e sim investir nos sustos. Até então tendo no currículo apenas o suspense policial 171, refilmagem do cultuado argentino Nove Rainhas, o cineasta mostra inicialmente traquejo para criar um ambiente claustrofóbico e uma atmosfera que sugere que a qualquer momento algo pode acontecer, mas quando começa a dar formas concretas ao que ameaça os protagonistas parece não saber mais que caminho trilhar. De antemão já é de se esperar que a conclusão do longa não é lá essas coisas, mas vários filmes que frustram no desfecho conseguem agradar porque a maneira como a história é contada faz toda diferença. Vendo por esse prisma, Estrada Maldita acaba se tornando um passatempo esquecível. Além de esclarecer rapidamente a estranha relação dos protagonistas, o mistério que envolve a tal estrada do título logo vem à tona com riqueza de detalhes, assim jogando por terra as expectativas de quem assiste. Ainda assim, Jacobs consegue manter a qualidade estética de seu filme até o fim explorando a fotografia escura, o clima gélido e a forma econômica e eficiente que lança mão dos vultos e sombras que cercam o automóvel, certamente lições de câmera que aprendeu com o diretor Steven Soderbergh, vencedor do Oscar por Traffic, que aqui assina como produtor ao lado do ator e cineasta George Clooney. Todavia, na direção de atores ele ainda demonstra ter o que aprender, ainda que o roteiro limitado e falho não lhe permita ir muito longe na condução de Emily e Holmes.

Suspense - 91 min - 2007

-->
ESTRADA MALDITA - Deixe sua opinião ou expectativa sobre o filme
1 – 2 Ruim, uma perda de tempo
3 – 4 Regular, serve para passar o tempo
5 – 6 Bom, cumpre o que promete
7 – 8 Ótimo, tem mais pontos positivos que negativos
9 – 10 Excelente, praticamente perfeito do início ao fim
Votar
resultado parcial...

Nenhum comentário:

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...