sábado, 8 de agosto de 2015

LADRÕES

Nota 4,5 Fita tenta colocar bandidos como mocinhos, mas não sai do lugar comum do gênero

Os filmes de ação há décadas mantém um público fiel e renova seu elenco de astros, mas não há como negar que o gênero está saturado e extremamente repetitivo. Até os fãs mais ardorosos certamente devem ter dificuldades em lembrar das tramas e tampouco identificar a quais títulos elas pertencem. É tudo muito parecido e criatividade não costuma ser o ponto forte desse tipo de produção. Se na década de 1980 qualquer fita do tipo conseguia fácil espaço para exibição nos cinemas e depois bombavam nas locadoras, hoje mesmo com nomes populares no elenco o destino mais comum é serem lançadas diretamente para consumo doméstico. É o que aconteceu com Ladrões, que não tem nada de excepcional, mas tem uma trama bem amarrada, mesmo com todos os absurdos comuns ao gênero. O inverossímil parece item essencial aos roteiros que transbordam adrenalina e testosterona. A trama de Avery Duff, Peter Allen, Gabriel Casseus e John Luessenhop, este que também assina a direção, aborda um famoso e experiente grupo de criminosos que há tempos conseguem a proeza de confundir a polícia com seus roubos a banco minuciosamente executados para não deixarem pistas. Entre um crime e outro os bandidos desaparecem por um tempo para deixarem a poeira abaixar e assim terem tempo para bolarem o próximo golpe. O bando, liderado por Gordon Cozier (Idris Elba), é composto por John (Paul Walker), AJ (Hayden Christensen) e os irmãos Jake (Michael Ealy) e Jesse (Chris Brown). Já Ghost (Tippi "TI" Harris) é o único até o momento que foi capturado pela polícia, mas após cinco anos atrás das grades ele está de volta às ruas e com um plano para um novo assalto no qual está em jogo uma quantia de dinheiro exorbitante. Seus companheiros queriam se aposentar da vida de crimes, mas topam um último golpe. O problema é que o cara tem todos os motivos para se vingar de seus comparsas que podem estar caindo numa cilada.

Contudo, desta vez os planos podem ser dificultados por Jack Welles (Matt Dillon), um detetive linha dura decidido a acabar de uma vez por todas com o bando com a ajuda do parceiro Eddie Hatcher (Jay Hernandez). A temática dos assaltos a banco já rendeu inúmeros filmes de ação e suspense, alguns com estofo dramático, outros com toques de humor, alguns com enredos mirabolantes, mas a maioria aposta no caminho fácil: corre-corre e muito tiroteio. Ladrões não foge a regra. É o típico filme feito por homens para homens, só faltou investir um pouco mais em garotas semi-nuas para a diversão ser completa. O cantor Brown e o rapper TI enganam bem como atores, não deixando aquela sensação de que estão em cena apenas para promover suas imagens como artistas, e a dupla se mistura bem aos demais intérpretes dos bandidos, com destaque para o saudoso Walker, que mais uma vez se destaca ao volante (ironicamente faleceu precocemente em uma fatalidade automobilística). Estranho é ver Dillon, ator com extenso currículo e obras de peso, participando de uma produção tão comum e sem brilho. Seu personagem, apesar da determinação em colocar os bandidos atrás das grades e mostrar que a justiça ainda tem vez, não traz nada de especial e poderia ser interpretado por qualquer ator buscando uma chance como protagonista. Para quem já chegou aos finalistas do Oscar, tal papel é quase como um retrocesso. Enfim, Luessenhop não oferece nada mais do que se espera de um filme de ação. Narrativa ágil, muita adrenalina, edição frenética, trilha sonora pesada e no final das contas mais um passatempo facilmente esquecível. O único ponto diferenciado é que por vezes nos pegamos torcendo pelos vilões que em vários momentos fazem as vezes de mocinhos deixando seus dramas pessoais interferirem nos seus atos, como o caso de Jake que acabou se relacionando com a namorada de Ghost, Lilly (Zoe Saldana), durante o período em que ele estava preso. Dá para sacar porque o cara quis reencontrar os coleguinhas, não é?

Ação - 107 min - 2010 
-->

LADRÕES - Deixe sua opinião ou expectativa sobre o filme
1 – 2 Ruim, uma perda de tempo
3 – 4 Regular, serve para passar o tempo
5 – 6 Bom, cumpre o que promete
7 – 8 Ótimo, tem mais pontos positivos que negativos
9 – 10 Excelente, praticamente perfeito do início ao fim
Votar
resultado parcial...

Nenhum comentário:

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...