domingo, 8 de janeiro de 2012

ABRACADABRA

Nota 8,5 Nostálgico para muitos, bruxas da Disney ainda garantem uma boa sessão da tarde

É curioso como bruxas, fantasmas, vampiros e companhia bela ao mesmo tempo em que amedrontam as crianças também conseguem fasciná-las, uma particularidade que a sétima arte aproveita a exaustão há décadas. A receita básica para fisgar a atenção do público infantil abordando temas sinistros é praticamente sempre a mesma: colocar um bando de crianças e adolescentes em apuros fugindo das garras de seres horripilantes. Para completar o prato basta cercar-se de crendices populares e adicionar generosas pitadas de humor leve e inocente, além de adorná-lo com uma generosa dose de final feliz. É essa receita que serviu e ainda serve de base para muitas produções infanto-juvenis, sendo uma das mais influentes do gênero. Abracadabra segue os ensinamentos a risca e não dispensa nenhum ingrediente. Essa produção é dos tempos em que a Disney emplacava candidatos a clássicos das sessões da tarde em velocidade ímpar e um dos filmes que melhor capta o espírito de alegria e medo que se misturam na noite de Halloween. Com roteiro de David Kirschner e Mick Garris, a trama gira em torno de Winnie (Bette Midler), Sarah (Sarah Jessica Parker) e Mary (Kathy Najimy), três irmãs feiticeiras que desejam se tornar mais jovens sugando a energia vital das crianças da cidade de Salem. Banidas da face da Terra há 300 anos quando tiveram seus planos descobertos, elas chegam ao século 20 após seus espíritos serem evocados no Dia das Bruxas pelo jovem Max (Omri Katz), uma lenda na qual ele não acreditava assim como sua irmã Dani (Thora Birch) e sua colega da escola Allisson (Vinessa Shaw) também duvidavam. Agora, as feiticeiras estão dispostas a fazer de tudo para garantir sua juventude e imortalidade aproveitando esta única noite de sobrevida. Para tanto elas terão que capturar o maior número possível de crianças para tirar suas vidas, mas elas precisarão enfrentar Max e as meninas que vão fazer de tudo para tentar levar as bruxas de volta ao mundo dos mortos.

Muito divertido e com um roteiro com ótimas piadas, essa é uma boa opção para entreter crianças e pré-adolescentes, mas os adultos também podem aproveitar desde que não sejam muito exigentes e tenham a consciência de que não é um filme destinado a eles especificamente. Para compreender o universo infantil ou o espírito de uma produção leve e sem compromissos nada melhor que recorrer a um diretor experiente no assunto. Kenny Ortega já havia assinado a direção do nostálgico musical Dirty Dancing e futuramente se tornou o responsável pela franquia High School Musical. Seu conhecimento no campo dos videoclipes faz a diferença aqui, imprimindo um ritmo dinâmico à trama. O projeto inicialmente seria um telefilme especial para o canal pago da Disney, mas o script chamou a atenção dos chefões do departamento de cinema da empresa que logo perceberam que havia potencial naquele material para ocupar as telas grandes. A adaptação das bruxas ao novo século e suas novidades provoca boas gargalhadas e abre espaço para que o trio de atrizes use seus dotes humorísticos, destacando-se a líder do grupo interpretada por Bette Midler, na época uma estrela com contrato exclusivo com a Disney para protagonizar algumas comédias.  Destaque também para Sarah Jessica Parker, por sinal a mais bobinha da trupe, em uma de suas primeiras oportunidades no cinema. Merece ser lembrado também o defunto Billy, o colaborador das bruxas na tal caça às crianças. O morto-vivo é interpretado pelo ator Doug Jones, que também se escondeu sob maquiagem e figurinos pesados nos filmes O Labirinto do Fauno e nos dois longas de Hellboy. Um ponto muito positivo da produção é o fato de serem usados poucos efeitos especiais, assim tudo parece muito mais verossímil e encantador. A cenografia e os figurinos também são excelentes, como se pode observar na cena do baile da Noite das Bruxas, momento em que Bette solta a voz em uma rápida canção. Abracadabra já faz parte das memórias de infância de muita gente e ainda tem fôlego para conquistar novos fãs.  Uma excelente opção para ver com toda a família, seja Halloween ou não.

Comédia - 104 min - 1993 - Dê sua opinião abaixo.

Nenhum comentário:

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...